Textos, estudos, matérias, pesquisas, reflexões, trechos de livros.....

Power Yoga

O Power Yoga é uma forma de praticar o Hatha Yoga combinando posturas e movimentos fluidos coordenados com uma respiração dinâmica. Sua prática é tridimensional, ou seja, o corpo, a respiração e a consciência são trabalhados em conjunto.

Sua origem está na combinação de técnicas já consagradas, do Hatha Yoga e do Ashtanga Yoga, principalmente desse último método, redescoberto em manuscritos antigos pelo Mestre Krishnamacharya de Myssore, que chegou a ensiná-lo nos palácios dessa cidade do Sul da Índia e deixou seu legado principalmente a dois de seus discípulos: B. K. S. Iyengar e Sri K. Pattabhi Jois.

As técnicas mais utilizadas são os Ásanas, Pránáyáma, Yoganidra e Meditação.

Principais efeitos do Power Yoga. 

Os Sutras de Patañjáli e os 8 angas 

O yoga como caminho para o autoconhecimento

No Yoga Sutra, um dos textos mais importantes sobre Yoga que se tem conhecimento, seu autor, o sábio Patañjáli, sistematizou a essência da filosofia do Yoga, em aproximadamente 150 DC, relacionando 195 aforismos (sutras) que constituem um verdadeiro mapa do psiquismo humano. Os sutras contém instruções para ajudar o homem a perceber  sua essência e desenvolver seu potencial.  Praticamente todas as linhas de yoga seguem esse sistema. 

Os sutras são divididos em 4 partes:

1.   Samadhi pada – teoria do conhecimento – movimentos da consciência – êxtase – a teoria e  técnica do yoga

2.   Sadhana pada – meios de realização – ética – ashtanga yoga – exercícios preliminares

3.   Vibhuti pada – poderes psíquicos – práticas que orientam a meditação

4.   Kaivalya pada – isolamento do espírito, estudo e práticas para o caminho da libertação

Chakras

Os chakras são conectados entre si por uma espécie de tubo etérico (Nadi) principal chamado "sushumna", ao longo do eixo central do corpo humano, por onde dois outros canais alternados "Ida" que sai da base da espinha dorsal à esquerda de sushumna e "pingala" à direita.

Os nadis conduzem e regulam o "prana" (energias yin e yang) em espirais concêntricas. Estes nadis são os principais, entre milhares, que percorrem todo o corpo em todas as direções, linhas,  meridianos e pontos. Para os hindus os nadis são sagrados, é por meio da "Sushumna" que o yogi deixa o seu corpo físico, entra em contato com os planos superiores e traz para o seu cérebro físico a memória de suas experiências.


Nosso corpo físico tem pontos, que quando ativados, fazem fluir a energia vital, nos trazendo alegria e, principalmente, saúde. Os ásanas, bandhas e pranayamas ativam esses pontos e através dos nadis (meridianos) - caminhos invisíveis dentro do nosso organismo - a energia vital caminha por todo o nosso corpo e chega aos chakras, em pontos que concentram vibrações mais específicas.

Jala Neti Kryia
Fiz um resumo dese pequeno livro do Dr. David Frawley dedicado a apresentar os benefícios da higiene diária de limpeza das narinas através do “lota”, jarro usado no Neti Kryia, técnica de irrigação ou limpeza das vias respiratórias superiores com água morna. Também voltado ao uso terapêutico avançado com uso de ervas e óleos.


É através do nariz que filtramos o ar que respiramos, e através dele mantemos contato com o ambiente externo e com várias toxinas e agentes irritantes potenciais, obrigando-o a filtrar a poeira, o pólen e os diversos poluentes de nossa vida moderna, os quais não podemos ver ou sequer, na maioria das vezes, detectar pelo olfato.
Provavelmente nenhum órgão do corpo tem de se adaptar tão rapidamente a tamanha diversidade de influências.


Nossos sínus debilitados geralmente resultam em dor, em especial sob a forma de dores de cabeça, que podem reduzir enormemente a qualidade e o conforto de nossa vida. A fraqueza ou obstrução dos sínus pode reduzir nossa capacidade de trabalhar, desfrutar do lazer ou fazer o melhor uso possível, seja qual for, de nossas energias na vida

Japa Yoga

a técnica de meditação com japamala

Japamala é um objeto antigo de devoção espiritual, conhecido no ocidente como rosário de orações, sendo utilizado para ajudar nas orações como marcador. Existem de diversos tipos, tamanhos e materiais e podem ter uma quantidade diferente de contas, de acordo com a cultura ou religião.

 

Na tradição do yoga, o cordão de contas chamado Japamala é usado na meditação com a mentalização ou verbalização de um mantra. Com a prática dessa técnica criamos um ritmo e uma concentração intensa da mente apenas no mantra, esvaziando-a de pensamentos e trazendo a conexão do corpo com a nossa essência. É um meio pelo qual conseguimos identificar os padrões mentais de nossos pensamentos e conquistar uma mente tranqüila.

 

 

​© 2019 - Kedhara. Todos os direitos reservados